quarta-feira, 4 de agosto de 2010

1 segundo...


Daqui a 1 segundo...

Posso olhar nos seus olhos e ver que o nosso pra sempre terminou
Perceber que os nossos nomes nunca combinaram.
Entender que a nossa eternidade foi bem cronometrada
Delimitada por acédios e carícias, das mais diversificadas...

Daqui a 1 segundo...

Posso olhar nos seus olhos e ver que o nosso pra sempre é um eterno agora
Perceber que os nossos nomes terão os filhos com os sobrenomes mais perfeitos.
Entender que a nossa eternidade não pode ser mensurada
Delimitada ou compreendida, pois temos uma forma única de amar.

Esquecer que 1 segundo contém por uma abstração da realidade
Todas as possibilidades impensáveis das quais com certeza nunca me importei
Se o que existia era apenas um fósforo riscado ou erupção...
Pois amei e amo eternamente na plenitude do que é transitório.

Nenhum comentário: